segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Sobre ser noiva e continuar vivendo

          Acho que eu já disse por aqui que casar nunca foi um sonho, pelo menos não antes de eu ficar noiva, e acho que, de certa forma isso é bom. Casar é uma loucura! Sério gente, to ficando meio pirada...e ainda as pessoas só tem coisas ruins para te falar sobre casamento. De que você vai se arrepender pra baixo.  Mas eu estou falando dos preparativos mesmo, tem tanta opção, tanta coisa bonita, legal e... principalmente CARA! Que eu não sei mais se fiz certo, se devia ter procurado mais, pesquisado mais, trabalhado mais... faltam 3 meses agora e ao mesmo tempo que parece que falta muito, tá na hora de cair na real e parar de sonhar com o casamento e começar a deixar ele viável.
       Coisas do tipo pesquisas, cotações e inspirações não tem mais tanto espaço e entram as contas, os cortes e as analises da necessidade real de tal detalhe. Se queria que fosse exatamente como sonhei, óbvio que queria. Se será assim, eu já não tenho mais certeza. O dinheiro não está dando, o tempo está curto, a criatividade meio parada. Estou em uma fase de cortes, que não é fácil porque agora a casa começa a pesar. Isso que nem estamos comprando nada, mas queríamos pintar, reformar, remodelar, remanejar alguns móveis. E isso também toma tempo e dinheiro.
       Em meio a isso eu tenho uma casa pra cuidar, um trabalho que não é o ideal, uma vontade de estudar... voltar pra minha área. Ansiedade, nervosismo, estress... sentimentos que eu nem pensei que passariam pela minha cabeça e coração e na verdade eu nem queria eles. Mas estão aí e eu tenho que lidar com eles também.

      Eu agradeço a Deus que eu consegui fazer as coisas mais importantes e que agora eu só preciso ver os detalhes. Mas casamentos são cheeeios de detalhes e são eles que fazem a diferença. Nesta reta final eu peço sabedoria a Deus para fazer as escolhas certas e conseguir manter as outras.

terça-feira, 17 de junho de 2014

O que eu ando fazendo...

Nem vou começar a explicar a minha falta com o blog porque este post seria imenso e extremamente chato! E não sei quando realmente conseguirei voltar a atualizá-lo com uma frequência regular mas, se estiverem sentindo minha falta estou escrevendo sobre casamento em um blog de uma amiga minha - No Apê da Pati - e está sendo divertido a experiência de escrever em um blog que não é o meu sobre casamentos e sem ser especificamente sobre o meu casamento.

Essa é uma das coisas que eu ando fazendo, além disso risquei mais alguns itens da minha check list e vou falar mais sobre eles agora:



  • Topo do bolo
Quando comecei a procurar coisas de casamento, via topos de bolo de biscuit e não conseguia gostar de nenhum. Muito menos dos super reais, são meio assustadores! Hehe. Já estava procurando outras alternativas de tecido ou papel e, então, conheci a Ligia. Os biscuits dela são lindos e ela é minha amiga então posso indicar de olhos fechados! O trabalho dela é impecável, ela é super detalhista e faz os noivinhos mais fofos que eu já vi... mal posso esperar pelo meu!


  • Noite de núpcias
 Fechei no hotel San Juan Johnscher a noite de núpcias e vou me arrumar lá também. É um hotel lindo, no centro da cidade que foi mantido por muitos anos desse jeito cheio de janelas enormes e com espaços ótimos para fotos! Achei que combinava demais com nosso jeito e nosso casamento - não queria aqueles hotéis cheios de pompa e luxo. Eles tem uma suíte de núpcias mas já estava fechada, então fechamos uma outra rapidamente para não perder! Que é linda também... o melhor é isso eles tem várias suítes usadas por noivos por causa da beleza do local.


  • Cabelo e Maquiagem
O casamento de uma grande amiga minha foi em abril e recebi uma indicação para fazer meu cabelo com a Karol e fique muito feliz com o resultado! Ela é uma fofa, faz um trabalho bom com um preço honesto (coisa difícil de achar neste meio). Ela vai fazer o cabelo e maquiagem da minha mãe também e a minha e-session. 
 
  • Sapato
Minha mãe fez uma viagem para a Europa - meu irmão está em Londres, foi pelo Ciência Sem Fronteiras - e lá encontrou o sapato que eu queria. Ficou um pouco apertado por causa da diferença de tamanhos mas como ele é de tecido vai lacear! Esse não vou colocar foto pra manter o suspense... hehe.

Foto por: Bruno Santos

  •  Vestido
Finalmente fechei meu vestido, demorou mas vai ser lindo! Eu já tinha decidido que iria mandar fazer meu vestido, mas não ficou mais fácil a procura... ainda estava achando só preços abusivos ou costureiras que eu não conseguia confiar completamente para esse momento tão importante. Mas depois que eu fechei com a Karol (maquiagem e cabelo) ela me indicou a Mariana e eu fiquei tão feliz de, novamente, fazer amigas e não encontrar fornecedores. A Mari desenhou um vestido só pra mim, baseado em um que eu tinha achado na internet, mas com adaptações que deixaram ele melhor para o meu corpo e pro tipo de casamento que eu quero! Estou muito aliviada de ter resolvido isso e agora parece que só falta casar! Hehe.

Tenho corrido atrás de mais algumas coisas que estou finalizando ainda, assim que eu fechar eu posto aqui! Ainda estou devendo um post sobre o convite das madrinhas e também estou finalizando o convite das minhas daminhas (que já estão super convidadas, antes mesmo de eu ficar noiva eu já falava com as mães!), ou seja, tenho que voltar a postar!

sexta-feira, 14 de março de 2014

Convite das Madrinhas!

O convite das minhas madrinhas teve várias partes, vou mostrar hoje como eu fiz a bolsa/ecobag passo a passo e os outros detalhes para vocês se inspirarem! Materiais que eu usei para fazer a bolsa:


- Ecobag.
- Coração de juta.
- Renda de algodão.
- Enchimento.
- Linha e agulha.

A ecobag comprei deste fornecedor (comprei 5 para ver se daria certo e depois comprei o resto, super confiável). Ela é do tamanho 30 x 40 cm! Nessa loja eles personalizam também se vocês precisarem. Para cortar o coração eu usei um molde de papelão, eu queria um coração grande o suficiente para ocupar a frente da bolsa fiz alguns teste de achei que esse tamanho ficou bom! Para a juta não desfiar toda passei cola nas pontas (o que diminuiu mas não eliminou).

 

O primeiro passo é medir onde você quer que a tira de renda fique e costurar lá!


Depois costurar o coração na ecobag, dá pra fazer retinho, de lado...


O bom da juta é que dá pra usar esses espaços do trançado dela como referência na hora de costurar!


E fica assim! Não é um trabalho de perfeccionista.. é pra ficar rústico mesmo, hehe. Mas essa foi só a embalagem onde coloquei mais duas coisas.. o colar que me inspirei em um tutorial de um site que infelizmente não está mais disponível, assim que eu puder posto o meu tutorial. E o convite, que ficou assim:



Foram quatro modelos com os escritos: Quer ser nossa madrinha?/ Como você deve se vestir?/ O que você deve fazer?/ Saiba o quanto você é importante. Fiz o arquivo com 15 cm de largura para todos os modelos e 1,5 cm de diferença entre os comprimentos de cada para a frase inicial ficar aparente, assim:


Para finalizar, utilizei a mesma tira de renda e um fio rústico para finalizar e explicar a escolha do plano de fundo.



Logo mais eu volto com a parte II do convite das madrinhas: o colar e a embalagem que eu fiz para ele não ficar solto na sacolinha.. espero que gostem!

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Sobre Feiras de Noivas

Ano passado eu fui em todas as grandes feiras de noivas de Curitiba (ok, talvez eu tenha perdido alguma, mas na maioria eu fui...) e, agora, que estou resolvendo alguns contratos vendo onde vou fechar algumas coisas conclui que sim, foi um lugar bom para pesquisar e me inteirar no universo das noivas mas eu ainda confio mais nas indicações de amigos ou dos amigos dos meus amigos.
Explico: nas feiras todo mundo é lindo, simpático e dá super descontos. Mas como eu sei que esse fornecedor vai ser compreensivo, atencioso, se vai procurar atender minhas expectativas (dentro do possível, sem pirar) etc. Difícil, né? Eu sei que nós, noivas, somos exigentes e que às vezes eu estou esperando muito de uma feira. Mas a verdade é que não senti que as feiras que fui me serviram para fechar nada! 
Repito, foi ótimo para entender um pouco mais do mundo casamentício, dos valores, o que era irreal e o que era aceitável. Mas até hoje, as degustações que fiz e gostei, os noivinhos do topo do bolo, as decoradoras que eu cogitei, a maioria foi por indicação. Um pouco também porque, mesmo com os descontos oferecidos nas feiras, só os profissionais mais TOP´S (os mais conhecidos e os mais caros) estão lá e, eles não combinam muito com o meu orçamento. 
Uma das formas que eu encontrei de achar minhas opções sem ser por indicação direta foi a internet e, mais ainda, os grupos no facebook. Descobri esses dias um que se chama Vou casar, e agora? (Curitiba) - imagino que tenha de outras cidades também - que é uma das minhas melhores descobertas do mundo casamentício! Funciona como um fórum mesmo, tem os tópicos e as meninas postas dúvidas, aflições, preços, fornecedores e até problemas com o noivo ou com a família. Tudo que noivas precisa é falar de casamento com gente que também não está cheia da grana mas ainda quer fazer os casamento dos sonhos... e vocês? Como fizeram/fazem para escolher os fornecedores?